Uso de dados para gestão como requisito competitivo | beefor

Uso de dados para gestão como requisito competitivo

Por: 26 de janeiro de 2022 4Min de leitura

Ser uma empresa orientada por uso de dados é utilizar da captação para criar e otimizar soluções efetivas com foco em uma operação exitosa. Com isso, é necessário desenvolver mecanismos de captação de dados (na área de produção, comercial etc), para criar métricas e indicadores que transparecem  a realidade do negócio.

Com o alto ritmo de evolução da tecnologia e o grande volume de dados, uma operação data-driven já não é inovadora. Entretanto, mesmo assim trata-se de um requisito competitivo. Confira alguns pontos principais de partida para não ficar de fora!

 

Confiabilidade no uso de dados

As informações precisam estar alinhadas. Principalmente se são extraídas de locais diferentes, pois necessitam viabilizar um trabalho seguro para que os analistas e gestores possam ter confiança nas informações apresentadas.

Os dados irão permitir que todos possam falar a mesma língua. Por isso a tão importante transparência das informações para atuação mais assertiva.

 

Pessoas e a transformação cultural

Ainda é comum encontrar colaboradores e gestores que apresentam resistência à mudança do processo de tomada de decisão em prol do uso de dados. Seja por conta do tempo sempre utilizar-se “achismo” ou por ausência de experiência. Contudo, a análise dos dados engloba muito mais conteúdo e histórico do que uma pessoa conseguiria recordar e se atualizar em anos.

Para implementar com sucesso o data-driven, é fundamental que todos estejam treinados e capacitados para compreender o valor dessa informação – e também para saber aplicar esse conhecimento no dia a dia da empresa.

Algumas maneiras de preparar as pessoas para esta transformação é com treinamentos, cursos e capacitações. Dessa forma, as equipes irão conseguir entender como os dados auxiliam. Assim preveem tendências como para explicar comportamentos como também indicar possíveis problemas dentro do negócio antes mesmo de eles acontecerem.

É preciso criar uma cultura orientada por dados, que permita a todos os colaboradores que explorem informações para terem novas ideias. O objetivo é provocar um cenário transformador para os negócios. E mais, oferecer um ambiente transformador que engaje as pessoas, apoie em seu desenvolvimento e propicie a autogestão é parte do processo do aculturamento ágil.

Conte com profissionais com as competências necessárias para atuar no processo de Gestão de Mudanças e demais frentes para alavancar a agilidade da sua organização, conheça mais sobre a Liga Ágil.

 

Ferramentas adequadas

A utilização de ferramentas adequadas é fundamental, pois é importante saber trabalhar, disponibilizar e manipular os dados da melhor forma possível.

Para criar uma cultura de dados mais robusta é necessário investimento em ferramentas e capacitação interna para que as pessoas possam ter autonomia de uso.

Sabendo que algumas ferramentas podem ser muito complexas, caras e até criar barreiras para sua utilização, o beefor é uma opção acessível que oferece de maneira facilitada informações mais relevantes.

Com a unificação dos principais dados em um único lugar, além de viabilizar a agilidade na gestão de pessoas, com transparência de métricas e indicadores, também serve como um guia para que os times possam se adaptar a um modelo de trabalho juntando o melhor dos mundos de pessoas, fluxos e dados.

 

Conheça beefor e eleve as entregas de seu time 😉

 

Confira também o que são OKRs, Capacity e Sprint Planning.


Foto da capa desenvolvida por Campaign Creators